Trata-se de uma doença da retina e que afeta a mácula. A principal causa da degeneração macular é o envelhecimento, embora esta doença também possa aparecer em crianças e jovens, mas com muito menos frequência.

Refira-se que a mácula é uma parte da retina, composta por células que são sensíveis à luz. Quando esta se danifica, o campo visual fica afetado, o que provoca a distorção, desfocagem e o escurecimento das imagens.

Quais os sintomas da degeneração macular?

Um dos sintomas mais comuns da degeneração macular é uma mancha perto do centro do campo visual. Esta mancha pode aumentar ou multiplicar-se. Além disso, os objetos podem ficar mais baços do que o habitual. Quem sofre de degeneração macular num só olho pode nem sequer notar nenhum sintoma. No entanto, quem sofre deste problema num dos olhos tem uma alta probabilidade de o desenvolver no outro também.

Sintomas como a visão turva ou alguma distorção podem ser sinónimo de degeneração da mácula do olho, pelo que, se os tiver, deve consultar um optometrista ou um oftalmologista de imediato. Isto, mesmo que os sintomas não sejam muito acentuados. Se tem historial de doença na família, deve consultar um especialista mesmo sem qualquer sintoma.

Tratamento da degeneração macular

Embora dependa do estado de desenvolvimento da doença, o tratamento da degeneração macular começa com uma consulta e com a elaboração de exames complementares de visão, nomeadamente o de fundo ocular. Este exame vai ajudar a saber em que estado se encontra a sua doença.

A degeneração macular não tem cura e o seu tratamento deve ocorrer o mais cedo possível, de modo a evitar a perda de visão total. Existem vários tipos de tratamentos, consoante o estado em que a doença se encontre. Cada caso é um caso e só a apreciação profunda de cada um pode determinar o seu tratamento.

Para saber mais sobre a degeneração macular, contacte-nos.

StumbleUponEmail