Os problemas de visão nas crianças são mais frequentes do que se possa pensar. Isto acontece, uma vez que quanto mais novas são as crianças, mas complicado se torna de identificar eventuais problemas oculares.

É fundamental que a atenção dos cuidadores da criança seja redobrada, principalmente em idades mais novas, nomeadamente nos bebés. Durante o dia-a-dia da criança existem alguns comportamentos que poderão alertar para problemas visuais.

Os olhos das crianças podem mostrar alguns sinais que evidenciam que seja necessário fazer um rastreio visual. Os sintomas mais comuns que os olhos manifestam são vermelhidão e/ou olhos lacrimejantes, sentar muito perto da televisão ou manter os olhos muito perto de aparelhos digitais.

 

Quando procurar ajuda especializada?

Os olhos dos bebés, nas consultas de pediatria, são sempre analisados. É recomendado que seja feito um rastreio visual entre os 3/4 anos. No entanto, caso existam comportamentos que levem a duvidar de problemas na visão nas crianças deve fazer um diagnostico com um especialista.

Alguns comportamentos a estar atento, destacamos:

  • Olhos frequentemente vermelhos e lacrimejantes;
  • Grande sensibilidade à luz (natural e artificial);
  • Coçar constantemente a vista;
  • Apresenta estrabismo;
  • Dificuldade em seguir um objeto com os olhos;
  • Pupila do olho branca ou maioritariamente branca;
  • Problemas neurológicos;
  • Casos familiares com problemas graves de visão.

 

No caso das crianças que se encontram em idade escolar, as doenças oculares mais comuns são o astigmatismo, o estrabismo, a miopia, a ambliopia e a hipermetropia. Em idades escolares, os problemas visuais podem provocar falta de rendimento escolar. Deste modo, é essencial que todos os sinais de dificuldade visual sejam tidos em conta para que seja feito um diagnostico precoce.

 

Os pais (encarregados) das crianças devem manter-se atentos

No caso de identificar algum dos sintomas acima mencionados, como por exemplo, olhos frequentemente vermelhos, lacrimejantes ou inchados deve marcar uma consulta de oftalmologia pediátrica para que eventuais problemas de visão não se desenvolvam.

Existem alguns sintomas que as crianças podem manifestar no seu dia-a-dia, nomeadamente dor de cabeça ou dificuldade em ver em locais mais iluminados.

Em crianças que já estejam em idade escolar, além dos sintomas acima referidos, podem apresentar sintomas extras, nomeadamente:

  • Dificuldade de leitura/ saltar frases ou parágrafos;
  • Dificuldade em ler e reescrever quando distante (do projetor, quadro, televisão, etc);
  • Perda do interesse e facilidade de distração;
  • Semicerrar os olhos para tentar ler ou compreender imagens/objetos.

 

StumbleUponEmail