Atualmente, o uso de aparelhos eletrónicos é feita de forma excessiva e descontrolada. Este é um problema que pode afetar os nossos olhos a longo prazo, devido à luz que é emitida por esses aparelhos.

A luz artificial transmitida pelos diversos dispositivos eletrónicos e as luzes florescentes e LED são problemas que, atualmente, os olhos atravessam e para que os mesmos não sejam danificados é fundamental que haja alguma proteção.

A exposição à luz azul, comparativamente, à luz solar é menor. Contudo, uma vez que o uso de aparelhos tecnológicos é excessivo e, na maior parte dos casos, com uma grande proximidade dos olhos, a luz azul tem vindo a ser um problema na saúde ocular.

 

Luz azul: problemas que pode gerar

Os olhos conseguem autoproteger-se dos raios ultravioleta devido aos reflexos e mecanismos de defesa intuitivos e naturais que contém. Contudo, com a luz azul o mesmo não acontece.

Os efeitos que esta luz provoca na visão são notados a longo prazo, uma vez que são efeitos acumulativos. Os problemas que a luz azul provoca nos olhos acontece devido ao acumular de situações e comportamentos que temos, ou seja, quanto mais tempo se está em frente a aparelhos digitais mais se irá refletir na saúde ocular.

A luz azul pode provocar algumas doenças oculares, como é o caso de fadiga ocular. Esta é uma doença propicia, uma vez que, quando passamos muitas horas a olhar para um ecrã a tendência é focarmos mais e abrirmos mais os olhos. Este é um comportamento que leva os olhos a pestanejarem com menos frequência que o suposto.

 

Impacto para os olhos das crianças

Atualmente, tanto os adultos como as crianças passam muito tempo a olhar para aparelhos eletrónicos. Alguns estudos realizados provam que a luz azul pode tornar-se mais prejudicial para a visão das crianças do que para a dos adultos.

Isto acontece, uma vez que na infância os olhos não estão desenvolvidos o suficiente para absorver diversos tipos de luz, principalmente, quando essa luz está muito perto dos olhos, como é o caso da luz azul.

 

Lentes apropriadas para a luz azul: valem a pena?

Quando existe um uso diário de aparelhos eletrónicos, principalmente por diversas horas seguidas, é recomendado o uso destas lentes. Contudo, os óculos que têm lentes antirreflexo podem ser suficientes, pois estas lentes reduzem o brilho, aumentam o contraste e bloqueiam a luz azul.

 

Reduzir a exposição à luz azul

  • Manter uma certa distância: quando está a usar o telemóvel ou tablet use uma distância considerável, mais ou menos o seu braço esticado. A televisão deve ter uma medida de cerca de 3 vezes a diagonal do monitor.
  • Diminuir o tempo de uso de aparelhos eletrónicos: se poder use com menos frequência estes aparelhos, caso seja necessário usá-los faça pausas com alguma regularidade.
  • Pausas regulares: estas pausas devem ser feitas a cada 20 minutos e deve olhar com profundidade para objetos, de preferência, em espaços exteriores. Faça-o durante cerca de 20 segundos, pestanejando com frequência.
  • Visite com regularidade um especialistas: aconselhe-se sobre as medidas que deve tomar em relação à visão e certifique-se que, caso necessite, de graduação, tem a mais adequada para si.

 

StumbleUponEmail