A hipermetropia é um dos problemas de visão mais comuns entre as crianças e jovens com idades entre os 10 e os 20 anos, de acordo com o jornal Notícias ao Minuto. Aquela publicação elaborou um artigo sobre os problemas de visão mais comuns nas várias faixas etárias e a hipermetropia surge como um dos mais frequentes nas camadas jovens.

São várias as condições que afetam a visão das pessoas nas várias fases da vida. O que faz com que algumas idades sejam hoje consideradas grupos de risco. O que é relativamente pacífico é que os problemas na visão podem aparecer logo a seguir à maternidade e nem sempre são fáceis de detetar.

Hipermetropia e outros problemas de visão por faixa etária

Até aos 10 anos de idade. É importante apostar na prevenção, sobretudo por causa da toxoplasmose e de outras doenças, como a rubéola. As vacinas são essenciais, uma vez que estas anomalias podem provocar cegueira. Uma vez nascido, é essencial efetuar testes à visão.

Até aos 20 anos. É aqui que a hipermetropia mais costuma relevar-se, muito fruto também da atividade escolar. Além da hipermetropia, é frequente detetar-se também a miopia e o astigmatismo. É importante estar atento a alguns sintomas:

  • Dores de cabeça
  • Vermelhidão nos olhos
  • Cansaço visual
  • Visão turva
  • Ardor ou comichão

Outro dos sinais que pode indiciar problemas de visão é a falta de rendimento escolar, uma vez que é essencial ter uma boa visão para aprender corretamente.

Até aos 40 anos. É na «ternura dos 40» que aparecem as primeiras alterações da visão fruto do envelhecimento do organismo. A tensão ocular é um dos mais preocupantes, pois pode levar ao glaucoma, que leva, por sua vez, à cegueira. É nestas idades que se verifica também o aparecimento da presbiopia.

A partir de determinada idade a saúde visual vai perdendo qualidade

A partir dos 50 anos de idade, a saúde visual vai-se deteriorando mais e começam a surgir sinais de problemas mais graves do que a hipermetropia, como são os casos das cataratas e da degeneração macular. Estudos recentes revelam que, em 2020, serão quase 55 milhões as pessoas cegas com mais de 60 anos por causa das cataratas.

Para saber mais sobre hipermetropia ou outras patologias oculares, faça um rastreio visual.

StumbleUponEmail