Os óculos são um importante elemento para as pessoas com problemas visuais. Através deles é possível percepcionar o mundo de forma correta e perfeita, quando optamos pelas lentes e armação corretas para as nossas necessidades.

A correta escolha dos óculos é fundamental para o sucesso da sua utilização e correção da vista.

 

Como escolher os óculos

Antes de escolher os seus primeiros óculos, é fundamental que tenha sempre em contas as suas necessidades diárias, qual ou quais as suas dificuldades visuais, assim como as próprias características do seu rosto. Este último pode parecer algo pouco relevante, mas é fundamental não só pela adequação da forma das lentes para o olho, como pelo sentido estético, uma vez que passará a utilizar os seus óculos por longos períodos. Sentir-se bem com os seus óculos é fundamental para que possa atingir os objetivos para os quais eles foram desenhados.

 

Escolha das lentes:

Atualmente, existe no mercado dos óculos, uma vasta secção de materiais e opções de lentes para que os seus utilizadores tenham a melhor experiência visual, possível. Mas para que isso seja possível, é importante que esteja informado acerca destas opções e quais as melhor para o seu caso.

 

Tipo de lentes

Existem dois tipos distintos de lentes relativamente ao seu design, mas também em relação a funções.

  • Lentes esféricas: lentes mais comuns no mercado. No entanto quando utilizadas em casos de graduações muito elevadas, conferem um efeito de fundo de garrafa, ou olho-de-peixe. Estas lentes têm o formato de uma esfera, havendo bastante material na extremidade da lente e pouco no interior. Este tipo de desequilíbrio da lente pode provocar várias distorções na zona das extremidades, em especial em casos de astigmatismo elevado.
  • Lentes asféricas: este tipo de lentes possui um design mais plano, promovendo um maior equilíbrio do nas proporções do material da lente. Desta forma é possível reduzir o efeito fundo de garrafa, e obter umas lentes mais finas. Estas são geralmente utilizadas em casos de graduações mais elevadas.

 

Escolha do material:

Na escolha do material das lentes é fundamental compreender que este depende mediante o grau das mesmas.

  • Baixa graduação: para lentes com baixa graduação, isto é até até 4 graus de miopia ou hipermetropia com até 2 de astigmatismo, os materiais mais adequados são o acrílico e o policarbonato. Sendo o policarbonato o mais indicado para graus mais baixos devido às suas características ao nível da leveza e resistência.
  • Elevada graduação: para estes casos, o material mais adequado é a resina. Esta é leve e bastante resistente. Este aspeto é fundamental para quem necessita de utilizar os óculos o dia todo, pois evita desconfortos ao nível do nariz.

Tratamento das lentes:

A escolha de tratamentos para as lentes permite conferir-lhe uma maior proteção e até durabilidade, além de todo o conforto e proteção que proporcionam aos seus olhos.

  • Anti Reflexo
  • Anti Riscos
  • Proteção Ultra Violeta (UVA e UVB)

 

Escolha das armações:

A escolha do tipo de armação está diretamente relacionado com o tipo de graduação do seu utilizador. No caso de ser uma baixa graduação, as possibilidades de escolha são bastante superiores, devido às próprias características das lentes. As baixas graduações possibilitam escolha de armações maiores, mas sem exageros. No caso das graduações elevadas, é recomendado que se opte por armações menores, de preferência aro fechado e bordas mais espessas, de forma proporcional um maior conforto e suporte para a lente.

 

No que diz respeito ao material, independentemente da graduação, a escolha mais confortável é sempre a armação em acetato. Estas proporcionam uma maior leveza aos óculo e consequentemente um maior conforto para os seus utilizadores.

 

Na escolha dos seus óculos graduados deve sempre recorrer a profissionais qualificados e certificados, que o possam aconselhar e ajudar em todo o processo. Desta forma está a garantir que compra material de qualidade, de acordo com as suas necessidades oculares.

StumbleUponEmail