O verão é a estação preferida de muitos portugueses, devido ao sol e ao bom tempo que o país fornece. Esta é uma estação que a maioria dos portugueses tira férias e tempo para relaxar e apanhar sol.

O verão traz dias maiores e com mais exposição solar. Em consequência, da exposição a que o país está sujeito os cuidados a ter com os mesmos são fundamentais e necessários para manter uma boa saúde e maior conforto a curto e longo prazo.

 

Cuidados com os olhos no verão

Na estação mais quente é quando os portugueses tendem a passar mais tempo livre na rua, seja a fazer desporto ou em lazer. Contudo, é fundamental não esquecer alguns cuidados com os olhos.

A exposição dos olhos ao sol podem ter efeitos muito incomodativos, nomeadamente irritações que podem tornar-se num problema a longo prazo.

Alguns cuidados a destacar a ter no dia-a-dia, principalmente em dias com maior exposição solar são:

 

  1. Cuidados a ter no mar e piscinas

Em dias de maior calor, a preferência da maioria população é passar o dia em praias ou piscinas.

As águas presentes em piscinas públicas podem conter muitos produtos químicos para que a água seja mantida limpa. Os produtos utilizados podem provocar danos visuais, nomeadamente afetar o filme lacrimal (responsável por manter os olhos lubrificados).

Quando passado muito tempo em piscinas pode resultar em olhos vermelhos, irritados, sensação de areia nos olhos ou até mesmo uma visão embaciada. Para contornar estes efeitos negativos, aconselhamos o uso de óculos próprios para natação.

O uso de óculos apropriados para nadar não deixam que a água tenha contacto com os olhos. Deste modo, a sensação de vista cansada ou de os olhos arderem ao final do dia será evitada.

Além do uso destes óculos para mergulhar, o mesmo é recomendado para o mar. A água do mar pode conter impurezas além do sal, que podem resultar nos efeitos mencionados acima, inclusive numa conjuntivite.

 

  1. Uso de óculos de sol

Os nossos olhos estão diariamente expostos à radiação UV, principalmente no verão. O uso de óculos de sol é essencial para proteger a visão dos raios solares.

Ao descartar o uso destes óculos compromete a visão central do olho e pode sujeitar o olho de lesões na retina e no cristalino.

Na escolha de uns óculos de sol certifique-se que os mesmos contêm o certificado de proteção UV. Conheça mais sobre como escolher uns óculos de sol corretos no nosso artigo: Como escolher os óculos de sol certos?

Além do uso de óculos de sol, priorize o uso de chapéus de abas larga para proteger os seus olhos.

 

  1. Olhos secos

O olho seco é uma doença oftalmológica muito presente na população portuguesa. O verão é uma época propícia a desencadear este problema ocular.

O tempo quente e seco afeta na lubrificação dos olhos, fazendo assim que a superfície do olho fique mais seca e a produção de lágrimas seja condicionada. O uso de sistemas de ar condicionado são outro fator de extrema relevância quando se trata de olhos secos, pois estes danificam igualmente a superfície do olho.

É fundamental que ao usar sistemas de ar condicionado se certifique que não estar perto de si e não estão ligados por muito tempo, pois danificam a visão. Além destes sistemas elétricos, o vento é também propício ao desenvolvimento deste problema.

Aconselhamos o uso de óculos de sol para ajudar a proteger os olhos do vento e do sol. Em casos de maior necessidade, recomendamos também o uso de lubrificante para os olhos.

 

 

 

StumbleUponEmail